Domain
Account
Categories
Videos
Magazine
Classifieds
Events
Blog News
Online Shopping
 | 
 
 
English Português Español
Notícias / News

Tendência pessoal ou universal

 

Ter um estilo é a construção da imagem que revela a identidade da pessoa e coloca essa imagem em sintonia com o modo de vida de cada um! Com essa definição o visagista inglês Philip Hallawell ressalta a importância do encontro do estilo pessoal.

 

Visagismo

Na hora de escolher o corte ou a cor do cabelo, o que conta mais: o que está estampado nas revistas ou seu gosto pessoal? Segundo o consultor da Natura, Ricardo Cassolani, é possível conciliar os dois, sem nunca perder de vista a realidade pessoal: "Mais do que aderir à moda do exterior ou ao corte e à cor de uma celebridade, o brasileiro precisa respeitar seu tipo físico e seu estilo de vida."

Antes de escolher um corte de cabelo, uma coloração, o design das sobrancelhas e até mesmo a maquiagem, é preciso analisar o físico da pessoa, levando em conta o formato do rosto, as feições, o gestual, a cor da pele e também considerar a personalidade, a profissão e os gostos pessoais.

Descobrir o look que combina com cada personalidade também não significa que a moda será deixada de lado, ter um estilo próprio vai além da moda.

Segundo o "Papa" do visagismo, o inglês Philip Hallawell, "A imagem da pessoa fala por ela mesma e por isso o visagismo não se prende a padrões. A preocupação é valorizar os pontos fortes e adaptar a moda ao estilo de cada um", explica. Ainda respeitando gostos e opiniões, é sempre bom lembrar que cabe ao cabeleireiro ajudar cada cliente a se encontrar com um visual ou identificação própria, no dia-a-dia ele não conta com ajuda, então é importante que os profissionais respeitem seu gosto, conheçam seu perfil e indiquem um corte e uma coloração que combine e facilite a vida da pessoa. 

Hallawell nos mostra o que os cabelos podem comunicar sobre você, mesmo que as mensagens transmitidas por sua imagem não estejam de acordo com sua personalidade. Por isso, confira os significados de cada um e veja se o seu corte de cabelo condiz com a imagem que você deseja passar:

Cabelos com linhas verticais e retas transmitem estrutura

  • Cabelos com linhas retas horizontais:

    Transmitem estabilidade. No entanto, uma franja reta e um cabelo com linhas verticais e base na horizontal, por exemplo, cria uma espécie de barreira e mostra que a pessoa é convencional; passa falta de jogo de cintura.
  • Cabelos com linhas inclinadas:

    Transmitem dinamismo. Os cabelos com linhas inclinadas (desfiados ou repicados) que se voltam para dentro representam introversão e dinamismo, o que segundo Philipi Hallawell, é algo perigoso, pois mostra desequilíbrio. O ideal são as linhas inclinadas voltadas para fora, pois elas mostram que a pessoa é dinâmica e extrovertida.
  • Cabelos com linhas curvas:

    Os cabelos estilo "Gisele Bündchen" transmitem amplitude, sensualidade, lirismo e romantismo.
  • Cabelos com linhas mais fechadas (cachos):

    Transmitem uma imagem emocionalmente conturbada.
  • Cabelos com linhas quebradas (encaracolados):

    Segundo Hallawell, trata-se de uma linha lúdica, que transmite infantilidade. Os encaracolados normalmente não são levados a sério. "Por isso que a maioria das mulheres, quando chega à idade adulta não gosta desse tipo de cabelo. Elas reagem emocionalmente, instintivamente ao se olhar no espelho. E essa é a mesma reação de quem as vê", explica.

Fonte: Revista Belle



 
 
 
Comments  :