Domain
Account
Categories
Videos
Magazine
Classifieds
Events
Blog News
Online Shopping
 | 
 
 
English Português Español
Notícias / News

Selecionamos uma loja favorita em 15 cidades europeias para você levar uma lembrança de viagem exclusiva a preço acessível

As cidades se tornam conhecidas por suas particularidades - cheiros, aromas, sons e, claro, seus pontos turísticos. Mas, também por alguns objetos inesquecíveis, como um mapa só encontrado em Atenas ou uma pulseira feita em Moscou.      

Selecionamos em 15 cidades europeias uma loja preferida para você levar uma lembrança de viagem especial para casa. Aqui vão nossas sugestões, todas elas por menos de 100 dólares.

                1. AMSTERDÃ (HOLANDA)

Frozen Fountain

     
NYT

Um misto de loja de design e galeria de arte, a Frozen Fountain (Prinsengracht 645) é conhecida por seus móveis e utensílios domésticos de última geração. Ela ocupa uma área de 1.000 metros quadrados e dois andares. Lá, a clientela encontra objetos com preços que vão de 15 euros (por uma toalhinha de chá estampada da marca Studio Job) até 7.400 euros (por uma mesa Piet Hein Eek montada com pedaços de madeira multicoloridos). O espaço é organizado como uma sala de estar gigante, onde os seus dois proprietários, Cok de Rooy e Dick Dankers, estão sempre disponíveis para dúvidas.

O achado: pratinho da Royal Tichelaar Makkum por 27 euros. A indústria de porcelana de maior prestígio da Holanda vem trabalhando em parceria com designers contemporâneos do país na criação de itens colecionáveis para as próximas gerações. Caso do conjunto de louças (dentre elas, o pratinho mencionado) criado pelo Atelier NL e confeccionado com seis tipos diferentes de barro da região.

2. ANTUÉRPIA (BÉLGICA)

The Chocolate Line

NYT


Filial na Antuérpia do inventivo chocolatier belga Dominique Persoone, a loja Chocolate Line (Paleis op de Meir 50) está instalada em um espaço tradicional do país ? no opulento salão de recepções do grandioso Meir Palace, antiga propriedade da família real belga e também de Napoleão.

Muito tempo antes de surgir a tendência de juntar o chocolate a ingredientes inusitados, Persoone já era conhecido por tal façanha. A tequila e a couve-flor são alguns dos sabores de seus produtos.

O achado: Alguns anos atrás, Persoone criou para a festa de aniversário de Ron Wood e Charlie Watts um porta-rapé recheado com um pó de menta, gengibre e chocolate. Agora, um novo brinquedinho inusitado já está à venda na loja por 45 euros. Chamado Chocolate Shooter Kit promete aguçar os sentidos com uma rajada de chocolate aromatizado ? um presente perfeito para qualquer amigo chocólatra.

3. ATENAS (GRÉCIA)

Vassilis Korovessis

NYT

A loja Vassilis Korovessis passa facilmente despercebida na rua Adrianou, próxima ao Templo de Hefesto e ao antigo Ágora de Atenas. A via é repleta de cafés badalados, tavernas tradicionais e ambulantes. Sem nenhuma placa aparente, o exterior da loja pode ser identificado pelos caixotes de madeira que guardam pôsteres, cartões postais e fotografias ilustrando a Atenas de antigamente.

O interior da loja (Adrianou 7, Thiseion; 30-210-321-7562) lembra um salão do final do século dezenove, com seu mobiliário antigo e trilha sonora clássica. Korovessis é um colecionador de gravuras, mapas e livros raros que há vinte anos comanda a loja despojada. Seu estabelecimento vende desde pôsteres desbotados com cenas da Lysistrata (5 euros) até a obra ?La Voyage de la Grece?, livro ilustrado do século 18 com preço aproximado de 10.000 euros. (Conheça mais sobre os atrativos de Atenas)

O achado: Gravura com cenas de peças antigas ou da mitologia grega. A mais em conta sai por 5 euros.

4. BARCELONA (ESPANHA)

Vila Viniteca

NYT

Desde a abertura deste empório gourmet (Argullers 9) em 1932, três gerações da família Vila já desempenharam um papel de destaque no mundo gastronômico de Barcelona. Atualmente, a equipe formada pelos irmãos Quim e Eva Vila mantém antenados os restaurateurs, enófilos e amantes da boa comida da cidade.

Com uma loja de vinhos com aproximadamente 7.500 rótulos, Quim é considerado por sommeliers locais uma autoridade. Depois de passar por uma reforma em 2005, a loja em anexo agora conta com algumas mesas entre as vitrines de presuntos, azeites, queijos e outros produtos gourmet.

O achado: Por cerca de 70 euros é possível selecionar itens para uma refeição completa, incluindo apetitosos embutidos catalães, azeite de oliva extra virgem Serra Ferran, um lata de Arroz Negro Querida Carmen (com frutos do mar e tinta de polvo) e deliciosos chocolates Xavier Mor para a sobremesa, além de uma garrafa de espumante L?O de L?Origan ? para presentear alguém com uma amostra autêntica do verdadeiro sabor de Barcelona.

5. BERLIN (ALEMANHA)

Voo

NYT


Os proprietários do Voo (Oranienstrasse 24) fizeram um ato de pioneirismo ao inaugurar, no ano passado, uma loja conceito de 1.000 metros quadradosem uma antiga serralheria no coração do bairro de Kreuzberg - um emaranhado vibrante de bares, cafés orgânicos e restaurantes turcos - ao invés de uma região mais comercial.

Assim como o bairro onde se encontra a loja, a Voo oferece diversidade, em itens que vão desde caras peças vintage até marcas inovadoras de Berlin, como a Don?t Shoot the Messenger. A loja também comercializa obras contemporâneas de artistas alemães.

O achado: Deixe-se intoxicar pelas madrugadas berlinenses com um Berliner Brandstifter, destilado especial de produção limitada vendido nas casas noturnas do momento, como o Tausend Bar e o Cookies Cream. A garrafa sai por 35 euros.

6. COPENHAGUE (DINAMARCA)

Wood Wood

NYT

Tudo bem, a organizada e pitoresca capital dinamarquesa não é sinônimo de cultura urbana, skatistas ou rock?n?roll. Ainda assim, os tênis, camisetas, roupas e acessórios da Wood Wood (Krystalgade 7) - criados por designers graduados na Royal Design School of Denmark ? já conquistaram seguidores entre as celebridades cult (como o magnata do hip-hop Damon Dash).

Na loja da marca em Copenhague é possível encontrar tênis criados em parceria com a Adidas e a Nike, camisas descoladas com detalhes nos ombros, jeans skinny, vestidos soltinhos, cintos e carteiras em couro.

O achado: Bolsa minimalista em couro marrom com zíper duplo por aproximadamente 78 dólares.

7. FLORENÇA (ITÁLIA)

Pineider

Com o imponente Palazzo Vecchio no lado oposto da praça, é fácil ignorar a loja Pineider (Piazza della Signoria, 13/14r), escondida em um imóvel sem qualquer ostentação na Piazza della Signoria. Fundada em 1774, a loja especializada em papelaria florentina feita à mão e refinados itens em couro é o lugar para encontrar artigos de luxo sem logomarca. Pastas elegantes, capacetes em couro e sofisticados papéis de carta com monogramas estão entre os itens mais cobiçados da Pineider.

O achado: No segundo andar da loja encontram-se bolsas de viagem em promoção e kits de cartões para correspondência de Florentia Cartoncini, elegantemente atados com um laço de fita, por 55 euros ? que irão inspirar mesmo os correspondentes mais preguiçosos a escrever algumas linhas.

8. ISTAMBUL (TURQUIA)

Building

NYT


Nesta elegante boutique nos arredores da Torre Galata, prateleiras exibem peças de 20 designers turcos promissores, distribuídas ao longo de paredes de tijolo aparente.

A loja Building (Serdar-Ä Ekrem Caddesi 27/a) passou por uma transformação recente, repaginando as opções de vestuário e acessórios, que podem ser misturados para criar um visual único. Entre as estrelas em ascensão destaca-se a Urbantake, nova marca da designer de iluminação Sebnem Gemalmaz.

O achado: brincos da Urbantake feitos de placas de circuito interno e componentes eletrônicos de um rádio - fusão de modernidade, tecnologia e negação que reflete a personalidade da capital turca. O conjunto sai por aproximadamente 44 dólares.

9. LONDRES (INGLATERRA)

Couverture

Em Notting Hill, visitantesencontram a loja Couverture (188 Kensington Park Rd., Portobello). Este pequeno empório fundado pelo casal Emily Dyson e Ian Paley é uma versão menor do mercado da Dover Street, local famoso pelas peças vanguardistas.

A marca de roupas masculinas Garbstore ocupa o piso inferior, enquanto que as roupas femininas, acessórios, roupas infantis, brinquedos nostálgicos e móveis estão espalhados entre os outros dois. Algumas marcas mais conhecidas (Steven Alan, Humanoid, Ally Capellino, Brio) se misturam a outras que você vai adorar conhecer. E, em meio a tudo, quase que passam despercebidas as peças vintage escolhidas a dedo ? levando-se em conta o design e coerência de suas formas.

O achado: A loja tem um ambiente pitoresco de bairro que quase não convence. Confira como um porta-joias de criança (aproximadamente 62 dólares) com estampas vermelhas se transforma em objeto de desejo quando carregado de bugigangas de adultos. Perceba a qualidade e variedade das roupas infantis, elas atraem mesmo os mais crescidinhos.

10. MADRID (ESPANHA)

El Ganso

Com a promessa iminente da temporada de verão, os consumidores lotam as academias e os calçadões das ruas comerciais. Um destino frequente dos madrilenos é a loja El Ganso (Fuencar-ral 2), com sua linha cada vez mais extensa de peças em estilo bem-comportadoeuropeu, inspirada em uniformes escolares e roupas de tênis dos anos 70.

Blazers com debruns contrastantes, blusões com detalhes nos ombros e tênis nada discretos em tecido xadrez são a marca registrada da loja. Para as mulheres, surpreendentes vestidos chemisier em algodão e tricôs confortáveis compõem um visual da tenista Evonne Goolagong pós-partida.

O achado: Para ganhar ares de galã na Riviera Francesa, garotos de 15 a 55 anos vão adorar as sungas (aproximadamente 70 dólares) bem ajustadas desta temporada, que ganham um toque dos anos 70 nas tiras coloridas nas laterais.

11. MILÃO (ITÁLIA)

Skitsch

NYT

Inaugurada há dois anos no reduto artístico de Milão, o bairro de Brera, a loja de 2.000 metros quadrados é repleta de itens de design ? que vão desde sofás modulares e mesas de aço e vidro até espátulas para pizza e um relógio de pêndulo de papelão.

A Skitch (Via Monte di Pieta, 11) reúne trabalhos de designersrenomados e também de talentos emergentes - peças estranhas, como os óculos de sol revestidos de veludo, luminárias feitas de fita crepe e estantes forradas com fotos de livros.

O achado: Para o bebê que ficou em casa, dê uma realçada no jantar com uma Cucchiavio (33 euros), uma colher de cor laranja em formato de avião da seção infantil da loja.

12. MOSCOU (RÚSSIA)

Ministerstvo Podarkov

NYT


Como as bonequinhas matryoshka logo ficam cansativas e exportar caviar não é tarefa fácil, o que um turista em Moscou pode levar de lembrança da Rússia pós-soviética? Que tal uma imitação da pistola Mauser, um travesso do Yuri Gagarin, um cantil de metal com um distintivo do Lênin bebê, um gorro em formato de bule de chá, pulseiras feitas de cacos de cerâmica, canecas e cadernos com emblemas da antiga União Soviética, por preços entre 350 (US$ 12) a 2.040 rublos (US$ 72)?

Situada a poucos passos do Kremlin, a loja Ministerstvo Podarkov (12 Maly Gnezdnikovsky pereulok, stroyenie 2-3) ? o ministério dos presentes ? é um paraíso de itens originais a preços módicos, em um ambiente que lembra a estética do design de Berlin.

O achado: Se você quer levar caviar de lembrança, opte pelo travesseiro redondo em cetim azul que lembra a icônica lata de caviar russo (US$ 72).

13. PARIS (FRANÇA)

Parapluies Simon

NYT


Misto de item indispensável e acessório de estilo, o guarda-chuva (?parapluie? em francês) é peça obrigatória nas ruas de Paris, cidade tão chuvosa quanto chique. Para manter-se seco sem perder o estilo, todo mundo ? da família De Gaulle ao rei do Marrocos ? já recorreu à loja Parapluies Simon (56 Boulevard St.-Michel), boutique na margem esquerda do Sena que vende e conserta guarda-chuvas desde 1897.

O estoque com mais de 3.000 modelos agrada qualquer estado de ânimo ou visual. Cinza elegante? Xadrez formal? Transparente moderno? Listrado extravagante? Preto gótico? Com ponteiras prateadas? Com cabo de bambu? Ou em formato de cabeça de pato? A loja tem de tudo. Depois da visita, você vai rezar pra chover.

O achado: Leve para casa o modelo dobrável de Guy de Jean com fundo preto e silhuetas de transeuntes sobre a Pont des Arts (55 euros).

14. ROMA (ITÁLIA)

Spazio Artigiano

NYT


Em um pequeno showroom no bairro de Monti, a Spazio Artigiano (Vicolo dei Serpenti 13) dispõe de variados produtos feitos a mão, com destaque para as louças italianas. Móveis ao longo das paredes internas da loja exibem jarros em cerâmica vitrificada da Le Marche, cabeças em terracota elaboradamente pintadas da Sicília e delicadas porcelanas de Veneza.

A Spazio Artigiano também oferece diversos objetos originários da Romênia - país natal de Cristina Venezia, proprietária da loja ? como ovos de Páscoa pintados à mão e vitrais com temas religiosos em estilo naif.

O achado: No fundo da loja destaca-se um tear, onde Cristina tece exclusivas echarpes de mohair em cores vibrantes. Preços a partir de 70 euros.

15. ESTOCOLMO (SUÉCIA)

Flux

NYT


Ao perceber uma grande divisão entre a arte e o design em Estocolmo, o criativo empreendedor Peter Viksten decidiu preencher tal lacuna. Em novembro passado, ele inaugurou a Flux (Tjarhovsgatan 14), no badalado bairro de Sodermalm.

?Apesar de criativo, o design não é tão desafiador como a arte conceitual. Além disso, grande parte dos trabalhos de arte conceitual está confinada em galerias?, ele explica. Como sugere o nome, a Flux (fluxo, em inglês) rompe a barreira entre os dois gêneros em produtos pitorescos de design (camisetas pintadas com o abraço de uma modelo recoberta de tinta) e em algumas peças de arte não muito práticas, como trabalhos lacrados em caixas de alumínio que obscurecem a imagem.

O achado: O pôster ?Touch Me? (400 coroas suecas, aproximadamente 65 dólares) mostra um corpo humano com diversas áreas destacadas e enumeradas, acima do slogan ?You?ve touched my heart, please touch me: No. __ ?(Você tocou meu coração. Por favor, me toque no número: __ ?). O pôster está disponível em versões masculina e feminina.

Fonte: IG



 
 
 
Comments  :